Home - Sobre - Newsletter - Contato - Anuncie - Comprar Fotos

www.belapauliceia.com.br - Tudo sobre São Paulo 

SP Economia Mundial Paulicéia Artes Ciência e Cultura Gastronomia Arquitetura

Busca:

  SP Economia Mundial

  Paulicéia

  Artes Ciências Cultura

  Gastronomia

  Arquitetura



 



  Institucional
  Fale Conosco
  Clima Tempo
  CET

Publicidade

MOOCA - 454 anos paulistana
Hoje, dia 17 de agosto, o tradicional bairro completa 454 anos, desde seus primeiros dados de existência, desde quando o Padre Manuel da Nóbrega e os jesuítas utilizavam sua trilha para chegar de Santos e Sto.André,
 

 

 

           

MOOCA

454 anos paulistana

Perfil próprio, rico em pessoas e tipos;

Importante participação industrial no

Crescimento e Desenvolvimento de São Paulo

 

Hoje, dia 17 de agosto, o tradicional bairro completa 454 anos, desde seus primeiros dados de existência, desde quando o Padre Manuel da Nóbrega e os jesuítas utilizavam sua trilha para chegar de Santos e Sto.André, até a subida da Tabatinguera e Rua do Carmo até o Páteo do Colégio.

 

A comemoração acontecerá por vários dias deste mês de Agosto.

 

Dia 13 – sexta-feira

Cinema = projeção dos documentários "Trilhos Urbanos-Estação Mooca"  e  "Território 9 Ponto 8", no Salão da Faculdade Unicapital .

 

Dia 15  - domingo

Exposição de Veículos Antigos, no estacionamento do Extra Mooca, Rua Taquari.

 

Dia 17 – terça-feira

Dia Oficial da Comemoração

10:00 h = Ato Cívico pelo dia oficial do aniversário, na Base Comunitária de Segurança, esquina da Rua Padre Raposo com Rua Madre de Deus)

20:00 h = Sessão Solene da Câmara  Municipal, no Teatro Arthur Azevedo, na Av. Paes de Barros, 955. Aberto ao público.

 

Dia 18 – quarta-feira

Reconhecimento profissional do Rotary Club Mooca e Associação Comercial de S.Paulo Distrital Mooca às empresas com mais de 40 anos no bairro, as 12 h, no Restaurante Irmãos Di Cunto, na Rua Borges de Figueiredo, 60 – (Entrada por adesão).

 

Dia 19 – quinta-feira

Entrega do título Cidadão Mooquense, às 20 h, no Buffet Riviera, na Rua Padre Raposo, 1332 - (apenas para convidados)

 

Dia 26 – quinta-feira

1 = Almoço do Rotary club Alto da Mooca, com homenagem a personalidades do bairro, às 12 h, no Buffet Millennium, na Rua Curupacê, 227  (entrada por adesão).

2 = Sessão solene da Câmara Municipal, homenageia o Presidente do Clube Atlético Juventus, Antonio Ruiz Gonzáles, às 19 h ,no Salão do clube, rua Roberto Ugolini, 20 – (entrada apenas para convidados).

 

Dia 27 – sexta-feira

Jantar de gala e Miss Mooca 2010

Jantar de Gala e Concurso Miss Mooca 2010, às 21 h, no Moinho Eventos, Rua Borges de Figueiredo, 510 – (Entrada por adesão)

Dia 28 – sábado

1 = Feira Cultural Inclusiva, das 10 às 17 h., na Praça Visconde de Souza Fontes  (aberto ao público).

2 = Festa das Nações Dom Bosco, a partir das 12 h., na Rua Dom Bosco, 441  (aberto ao público).

 

Dia 29 – domingo

1 = Festa das Nações Dom Bosco, a partir das 12 h., na Rua Dom Bosco, 441  (aberto ao público).

2 = "V Corrida Juventus Viva a Mooca" às 8 h – largada na Rua Juventus, 690. Participação por adesão e inscrição.

3 =  "III Festival de Inverno, às 10 h., no Moinho Eventos, Rua Borges de Figueiredo, 510 – (aberto ao público)

 

FONTE : Assessoria de Imprensa da Subprefeitura Mooca

 

A HISTÓRIA

Os portugueses chegaram a São Vicente em 1532, já com o propósito de escalar a Serra do Mar, em busca do ouro dos Incas. Afinal já fazia 38 anos que estavam de posses das terras do Tratado de Tordesilhas, e com o passar dos anos de posse aprenderam com os índios sobre o Caminho de Peabiru, que ligava a então Capitania de São Vicente (litoral de São Paulo) à cidade de Cuzco, no Peru. A trilha estendia-se por aproximadamente três mil quilômetros e também cortava Paraná, Bolívia e Paraguai.

As tropas portuguesas só conseguiram vencer a disputa com os índios do planalto de Piratininga em fins de 1553 e conseguiram montar o Colégio dos Jesuítas em 25 de janeiro de 1554, e a base para ações mais arriscadas.

A atual Rua da Mooca formava a trilha indígina original, que serviu às tropas portuguesas e aos jesuítas para percorrer o caminho que levaria ao atual Páteo do Colégio, no alto da colina; posição estratégica para observar o movimento de tribos indíginas do centro da futura cidade.

Já na segunda metade do Século XIX, com o ciclo do café, São Paulo começa sua ascenção. Cria sua ferrovia São Paulo Railway para sua exportação e entra na Era Industrial, com uma crescente industrialização. Aí a população que nunca passara de 10 mil habitantes, dá sucessivos saltos de crescimento.

Aí aconteceu a crescente imigração, na maioria de italianos, depois espanhóis, portugueses, e do leste europeu (primeiro para a lavoura); vinham todos pela S.Paulo Railway, de Santos para S.Paulo, exatamente passando pelos bairros do Ipiranga, Sacomã, Mooca, Brás e Pari até chegar à Luz.

Este fato foi determinante para que 1500 indústrias tivessem se instalado na Mooca nesses 150 anos. Dentre elas, podemos destacar a Cia. Antarctica Paulista (ocupando a maior área), a Cia. União dos Refinadores, o Moinho Santo Antonio, o Cotonifício Rodolfo Crespi (1897), a São Paulo Alpargatas, as grandes montadoras americanas de automóveis – a Ford Company (1921) e a General Motors em 1925. A indústria textil foi muito forte no bairro, tendo a Fábrica de Tecidos Labor, a Tecelagem Matarazzo, Tecelagem 3 irmãos e muitas outras. Grandes gráficas.

Pelos Anos 40 do século passado, famílias abastadas se integraram à paisagem da Mooca, ocupando a Av. Paes de Barros com belas casas.

 

Pelos idos de 1985/95 começou a ter uma migração das grandes indústrias para outras cidades paulistas com incentivos fiscais, e o crescente interesse de grandes imobiliárias pelo solo da Mooca, com boa infra-estrutura e muito  próximo do centro da cidade. Isso fez acontecer uma nova transformação, passando a ter uma característica mais comercial, e de serviços.

 

 
Clique aqui para mais matérias sobre Paulicéia.

 

 





Copyright - Todos direitos reservados a Bella Paulicéia.