Home - Sobre - Newsletter - Contato - Anuncie - Comprar Fotos

www.belapauliceia.com.br - Tudo sobre São Paulo 

SP Economia Mundial Paulicéia Artes Ciência e Cultura Gastronomia Arquitetura

Busca:

  SP Economia Mundial

  Paulicéia

  Artes Ciências Cultura

  Gastronomia

  Arquitetura



 



  Institucional
  Fale Conosco
  Clima Tempo
  CET

Publicidade

Girafinha nova no Zôo de São Paulo
Ajude a escolher o nome do novo morador do Zôologico de São Paulo - a girafa macho nascido no dia 04 de fevereiro = leia as instruções na matéria
 

   

Zoológico de São Paulo recebe nova visita da cegonha!

Ajude a escolher o nome da girafinha!

Na madrugada de 04 de fevereiro de 2011, nasceu mais uma girafinha no Zoológico de São Paulo. O simpático machinho é o primeiro filhote do casal Palito e Mel e ainda não tem um nome.

Portanto você está convidado a nos ajudar nessa escolha. As opções de nomes são:

- Rafiki (significa amigo em africano)
- Baakir (significa primogênito em africano)
- Chikosi (significa pescoço em africano)
- Jamal (significa elegante em africano)
- Zaki (significa virtuoso em africano)
- Melman (girafa do filme Madagascar)

Para participar é fácil:
Escolha sua opção votando pelo site do Zoológico ou concorra a um prêmio surpresa preenchendo a cédula (disponibilizada de terças a sábados no Parque) e depositando na urna em frente ao recinto das girafas.

http://www.zoologico.sp.gov.br/nascimento-girafa2011.htm

Para conhecer essa simpática família programe já sua visita ao Parque!

Mais informações:
Divisão de Ensino e Divulgação - Tel. (11) 5073-0811

A votação será encerrada em 13 de março e a revelação do nome escolhido acontecerá na data do aniversário do Zoo, 16 de março. Participe!

 

História do Zôológico de São Paulo

O Zôo de São Paulo foi criado em junho de 1957, à partir de uma instrução do Sr. Governador de São Paulo, Jânio Quadros ao Diretor do Departamento de Caça e Pesca da Secretaria da Agricultura, Sr. Emílio Varoli.


Primeiros animais - Leoa Helena – Ano 1958

Os primeiros animais exóticos como: leões, camelos, ursos e elefantes foram adquiridos de um pequeno circo particular e os animais brasileiros como onças e galos da serra, foram adquiridos em Manaus.

   

A inauguração do Zôo, prevista para Janeiro de 1958, teve que ser adiada devido as fortes chuvas daquele ano, mas no dia 16 de março inaugurava-se oficialmente o Zoológico de São Paulo.

Apesar do clima chuvoso, muitas pessoas participaram da inauguração do Parque e puderam ver pela primeira vez na cidade de São Paulo, 482 animais, dentre eles: 9 veados, 2 onças pintadas e 1 preta, 3 jaguatiricas,  2 gatos do mato, 1 urso, 23 papagaios, além do famoso rinoceronte “Cacareco”, eleito vereador nas eleições de outubro de 1958.

Como reflexo dos constantes investimentos e aprimoramentos ocorridos na Fundação Parque Zoológico de São Paulo desde a sua criação, em 1994 o Guinness Book outorgou o diploma de maior Zoológico do Brasil.

Neste mesmo ano, após atender a todas as especificações básicas contidas na legislação pertinente, a Fundação Parque Zoológico de São Paulo foi classificada na categoria “E”, a mais alta, junto ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Em maio de 2001, a área ocupada pela empresa “Simba Safari” foi reincorporada à Fundação Parque Zoológico de São Paulo, sendo reaberta ao público como “Zôo Safári” em 05 de junho deste mesmo ano.

Ocupando uma área de aproximadamente 900.000 m², em sua maior parte coberta por Mata Atlântica, o Parque abriga as nascentes do histórico riacho Ipiranga, cujas águas formam os lagos que acolhem exemplares de aves de várias espécies exóticas, nativas, além de aves migratórias. Hoje, a população global da Fundação Parque Zoológico de São Paulo ultrapassa os 3.200 animais cadastrados, representando: aproximadamente 200 espécies de aves, 100 de mamíferos, 98 de répteis, além dos anfíbios e invertebrados. São encontrados exemplares de espécies bastante raras, como: rinoceronte - branco, arara-spix, arara-de-lear, micos-leão e outros.

No cenário científico, o Zôo de São Paulo tem apresentado uma contribuição altamente significativa, em especial em temas referentes a problemas da fauna brasileira. Para isso, muito tem colaborado os contatos técnico - científicos com outros centros de pesquisa, entre os quais o Instituto Butantan, o Instituto Biológico de São Paulo e o Instituto Adolfo Lutz, assim como através de convênios já firmados com a Universidade de São Paulo, Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho”- UNESP, Universidade Federal de Campina Grande (PB), Universidade Estadual de Londrina (PR), e a Universidade Federal de Santa Maria (RS).

Cabe ressaltar que ao longo de seus 53 anos a serem completados em 16 de março próximo,  e graças à sua história e ao trabalho e dedicação de seus funcionários, a instituição firmou-se como um centro referencial no contexto conservacionista brasileiro. Em respeito à sua posição de destaque no cenário nacional, acredita-se que é chegado o momento de superar os desafios e avançar em busca de um novo paradigma: a implantação e consolidação do primeiro “Bio Parque” nacional.

 

 
Clique aqui para mais matérias sobre Paulicéia.

 

 





Copyright - Todos direitos reservados a Bella Paulicéia.